segunda-feira, 5 de novembro de 2018

MORREU NO DOM MOURA: possível assaltante é baleado durante tentativa de assalto após vaquejada, em Garanhuns

A Polícia Civil investiga a morte de um elemento não identificado, que deu entrada no início da manhã de hoje (04), no Hospital Regional Dom Moura, o qual foi baleado em uma das pernas e morreu após dar entrada no HRDM, em Garanhuns.

De acordo com as informações, após a entrada do elemento não identificado na emergência da unidade de saúde, a  Polícia Militar foi acionada para verificar a ocorrência, tendo efetivos realizado a custódia da vítima que estava sem nenhum documento de identificação pessoal. Durante a permanência da PM no Hospital, não chegou ninguém que conhecesse o elemento baleado. Ainda de acordo com as informações obtidas por nossa reportagem, o elemento baleado foi deixado na emergência do Hospital Regional Dom Moura por dois elementos que estavam em um carro de cor cinza e maiores dados não anotados, os quais não foram identificados até o momento e que deixaram o local após a vítima dar entrada no Hospital.
Ainda durante a custódia policial, chegaram ao hospital vítimas de um assalto que ocorreu durante a madrugada de hoje (04), nas proximidades do Parque de Vaquejada Acauã. Uma das vítimas de assalto disse que retornava pra casa na companhia de amigos, quando três elementos armados anunciaram o assalto e levaram diversos pertences pessoais, e que após o assalto, os elementos tentaram assaltar pessoas que estavam em um veículo. As vítimas que estiveram no Dom Moura disseram que ouviram um disparo e em seguida visualizaram um dos elementos cambaleando, sendo socorrido pelos outros dois marginais.
À Polícia, uma das vítimas disse que em um dos braços do assaltante havia uma tatuagem com "teia de aranha" (foto acima), e que não conseguiu notar maiores detalhes nos assaltantes devido às constantes ameaças. Os policiais verificaram que o elemento que deu entrada no HRDM, tem uma tatuagem com as mesmas semelhanças. O elemento que deu entrada no Dom Moura não resistiu devido a gravidade do disparo que atingiu a veia femoral e faleceu por volta das 10h00.
A Polícia Civil investiga se os casos têm ligações. A morte foi registrada como "MORTE A ESCLARECER". Até o momento, os elementos que o socorreram não foram identificados como a vítima também não. O corpo foi encaminhado ao IML, em Caruaru.





Nenhum comentário:

Postar um comentário