quinta-feira, 1 de agosto de 2019

CASO LUCAS VINÍCIUS: Delegado de Homicídios se pronuncia sobre o caso



O Delegado Titular da 22ª Delegacia de homicídios de Garanhuns, diante do interesse público e dos meios de imprensa acerca dos fatos ocorridos que vitimou o menor LUCAS VINICÍOS, cujo Inquérito Policial está sob responsabilidade dessa Delegacia Especializada, vem tornar público o que se segue:

A vítima desapareceu no dia 15 de julho de 2019, após ter saído de sua residência a fim de dirigir-se até um ferro velho localizado próximo a sua casa, com a intenção de dar um recado ao proprietário do estabelecimento a pedido de seu avô. 

Iniciou-se assim as investigações do desaparecimento pela 135ª Circ. de Garanhuns, sendo realizadas buscas pelas autoridades, inclusive com o auxílio do corpo de bombeiros e cães farejadores. No dia 20 de julho, o corpo da vítima, já em avançado estado de decomposição, ocasionalmente foi encontrado em um terreno baldio localizado nas imediações de sua residência, por um morador que passava pelo local.
Após constatação da morte da vítima, no dia no dia 23 de julho o Inquérito e a respectiva investigação dos fatos passaram a ser de responsabilidade dessa DPH.
A primeira providência tomada pela Autoridade Policial, foi designar um escrivão e dois dos mais experientes Agentes de Polícia dessa Delegacia para atuar única e exclusivamente nas diligencias necessárias para apuração do crime. 

Iniciou-se então buscas próximo ao local de onde a vítima foi encontrada e também no local onde foi vista pela última vez, no intuito de localizar evidencias e vestígios que pudessem colaborar com a elucidação do caso, bem como possíveis câmeras de segurança que poderiam ter gravado a vítima. Após horas de análise de imagens, foi possível em uma delas, visualizar a vítima ainda com vida.

Foram colhidos até o presente momento cerca de 20 (vinte) depoimentos de pessoas acerca dos fatos. 
Na data de ontem, foi finalizado o Laudo tanatoscópico da vítima pelo IML do Estado, constatando como “Causa mortis” traumatismo craniano proveniente de ação contundente, comprovando por vez, tratar-se de crime de homicídio.

Foram encaminhadas as imagens para que seja realizado trabalho de perícia pelo Instituto de criminalística.  
Todas as linhas de investigação e possibilidades de autoria e motivação do crime estão sendo detalhadamente esmiuçadas pela Polícia Civil.

As diligencias continuarão a serem realizadas no decorrer dos trabalhos e por hora, essas são as informações que tornamos públicas resguardando-se  outras para o bem do trabalho de investigação.  

Sem mais para o momento, colocamos a disposição da sociedade o telefone do disque denúncia (81) 98256-4545 e (81) 98170-2525 para que sejam prestadas informações que possam contribuir e levar a Polícia ao(s) autor(res) desse crime.

Certo de que todos nessa Delegacia de Homicídios estão empenhados para elucidação dos fatos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário