quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Terceiro suspeito de participar de latrocínio em Canhotinho é preso

Um elemento considerado de alta periculosidade foi preso na tarde desta quarta-feira (12), no CEALA, na cidade de Lajedo, no Agreste de Pernambuco. Para prender Edvânio Campelo do Nascimento, vulgo Galego do Neves, foi realizada uma grande operação, que teve a coordenação do Delegado Paulo Bicalho e Oficial de Fiscalização da 11ª CIPM.

Galego do Neves, teve participação direta no crime de latrocínio na cidade de Canhotinho, que vitimou Minéia Silvânia da Silva e deixou o companheiro dela ferido com disparo de arma de fogo na nuca, o crime foi articulado pelo filho de criação do casal que já está preso com outro comparsa.

Contra o criminoso Galego do Neves, haviam dois mandados de prisão, um pelo crime de latrocínio e outro por homicídio praticado em Lajedo no dia 17 de janeiro de 2020, a vítima foi o jovem Fernando Sobral, de 19 anos.

No momento da prisão ele estava com uma moto Honda Bros, cor preta, placa OYQ-8317, foi realizada uma busca e em um compartimento secreto foram encontrados cinco big-bigs de maconha e quatro pedras de crack. Galego do Neves informou que repassava drogas para um adolescente que reside no Povoado Neves, tendo como locais de venda as cidades de Jupi e Jucati.

Novas diligências foram realizadas, o adolescente de 16 anos localizado e disse que a droga estava escondida em sua casa, na residência foi realiza uma busca e encontrado um quilo de maconha enterrado no quintal, também foi encontrado 15 big-bigs de maconha e R$ 250,00 em dinheiro.
O menor foi levado para delegacia, autuado em flagrante e liberado, Galego do Neves foi autuado em flagrante por associação criminosa, tráfico de drogas e corrupção de menor, os mandados de prisão contra ele foram cumpridos e o mesmo recolhido a cadeia pública de Lajedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário