quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Polícia prende suspeitos de comercializarem veículos roubados, em Bom Conselho

Ontem (18), competentes policiais civis da Delegacia de Bom Conselho, sob o comando do competente Delegado Alysson Câmara, com o apoio de policiais militares pertencentes a 2ª Companhia Independente de Polícia Militar de Bom Conselho comandados pelo sargento Leandro Curvello, deflagraram uma Operação Conjunta objetivando coibir a prática dos crimes de receptação, associação criminosa e adulteração de veículos automotores com atuação nesta cidade de Bom Conselho e região.

Durante a ação policial conjunta, os policiais lograram êxito na captura de um elemento identificado como sendo Arnaldo Alexandrino da Silva, conhecido como "NEGO THA", negociante, de 43 anos, responsável pela comercialização de carros e motos roubados no Distrito de Rainha Isabel e adjacências.

Nego Tha, estava acompanhado da esposa identificada como Géssica Calisto da Silva, de 28 anos, os quais foram flagrados na posse de um veículo  Fiat Argo, cor branca - roubado no Estado de Minas Gerais, o qual estava escondido em um salão utilizado para cortar silo dentro do terreno do casal.

De acordo com a polícia, durante abordagem, o casal inicialmente negou a existência do carro, alegando não possuir tal veículo, mas de acordo com as informações, a chave do carro foi encontrada embaixo da cama na residência onde o casal mora.

Na mesma operação foi preso e autuado em flagrante delito um jovem identificado como José Uemerson Alves Cavalcante, de 19 anos, comparsa de "Nego Tha", o qual também flagrado na posse de uma Honda Pop 110i com fortes indícios de adulteração na numeração do chassi, o qual admitiu já ter negociado outras motos roubadas com o "Nego Tha".

Diante de toda situação, os três receberem voz de prisão, e foram conduzido à Delegacia de Bom Conselho, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de RECEPTACAO DOLOSA QUALIFICADA e ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA, sendo encaminhados à 18ª Delegacia Seccional, onde aguardarão suas apresentações na Audiência de Custódia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário