quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Suspeitos de matarem filho de engenheiro garanhuense são presos pela polícia

Ontem (18), uma ação policial resultou na prisão de dois bandidos suspeitos de terem assassinado o filho do engenheiro garanhuense  Duda Costa, no dia 09 de fevereiro deste ano na PE-218, em Brejão.

Os competentes policiais civis das delegacias de Bom Conselho e Brejão, sob o comando dos competentes delegados Alysson Câmara e Maria das Graças, com o apoio de policiais militares pertencentes a 2ª Companhia Idependente de Polícia Militar de Bom Conselho comandados pelo sargento Leandro Curvello, realizaram diligências objetivando dar cumprimento a quatro mandados de prisão expedidos pelos juízos de Direito das Comarcas de Bom Conselho e Brejão, logrando êxito na captura de Raul Anselmo da Silva, que estava em prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica pela pratica de receptação dolosa e associação criminosa, e Carlos Daniel Avelino dos Santos, que já se encontrava preso preventivamente na Cadeia Publica de Bom Conselho pela prática de receptação dolosa e organização criminosa.

De acordo com a Polícia Civil, contra Carlos Daniel e Raul Anselmo foram decretadas novas prisões preventivas pela prática do latrocínio que teve como vítima o jovem Eduardo Loris de Barros Costa, de 19 anos (foto abaixo) filho do engenheiro Duda Costa, fato ocorrido no dia 09/02/2020, na Rodovia PE-218, zona rural de Brejão.

Eduardo foi covardemente assassinado por disparos de arma de fogo pela dupla Raul e Daniel, os quais tentaram subtrair a motocicleta da vítima que seguia para o estado de Alagoas.

De acordo com a PC, os bandidos Raul e Daniel fazem parte de uma quadrilha composta por aproximadamente 10 (dez) outros indivíduos, especializada em roubo, clonagem, adulteração e comercialização  de carros e motos roubados, com atuação principal na cidade de Bom Conselho e outros municípios circunvizinhos, os quais também vinham agindo na região agreste de Alagoas, onde subtraiam principalmente motos e as traziam para serem clonadas e revendidas como "certas" em Pernambuco. 

Após receber voz de prisão Raaul Anselmo foi encaminhado inicialmente à Delegacia de Bom Conselho para adoção das providências cabíveis e, posteriormente recolhido à Cadeia Pública local, onde já se encontrava preso o comparsa Daniel Avelino. 

Um comentário:

  1. Umas almas sebosas dessa mataram o menino pra roubar. Merecem morrer na cadeira elétrica. Carniças

    ResponderExcluir