sexta-feira, 25 de dezembro de 2020

Sivaldo planeja instalar leitos de UTI/COVID-19 em Unidade de Tratamento na Cohab 2

Os Prefeitos que assumirão no próximo dia 1º de janeiro, vão governar seus Municípios em meio a uma Pandemia, que sinaliza não dar trégua, também, no ano que vem. Até para os Reeleitos, o desafio será ainda maior, haja vista que o dinheiro curto deste ano, deve se encurtar ainda mais em 2021.

Diante dessa realidade, a prioridade em todos os Municípios brasileiros certamente será a busca pela tão esperada vacina. Alguns Prefeitos do Agreste já anunciaram que irão adquirir o imunizante tão logo a ANVISA dê seu aval.

O mais recente a decidir pela compra foi o Prefeito de Terezinha, Matheus Martins (PSB). Aqui em Garanhuns, apesar de Izaías Régis (PTB) ter oficializado o Instituto Butantan e ser favorável ao protocolo de aquisição da vacina, a palavra final será de Sivaldo Albino (PSB), que vem avaliando o assunto junto aos seus assessores. O problema é que não haverá vacina para todos nesse primeiro momento, o que aumenta a importância de se manter serviços e ações visando barrar a proliferação do Vírus, assim como atender os infectados.

Em recente audiência junto ao Ministério Público de Pernambuco, o diretor-médico do Hospital Regional Dom Moura, o médico Paulo Mendonça, que também integra a Comissão de Transição do futuro Governo Sivaldo Albino, e que é cotado para assumir a Secretaria de Saúde de Garanhuns a partir de 1º de janeiro, revelou a possibilidade de serem instalados sete leitos de UTI na unidade COVID do Município já em janeiro de 2021. A informação foi confirmada pelo Prefeito Diplomado Sivaldo Albino em contato com o Blog, todavia, segundo o Socialista, não seriam 7 e sim 5 leitos de UTI que estão planejados para entrar em funcionamento a partir do próximo mês na Unidade, mantida pela Prefeitura no bairro Francisco Figueira, a Cohab 2.

Atualmente, Garanhuns conta com apenas 20 leitos públicos de UTI voltados ao tratamento de pacientes graves da COVID-19. Sempre que há risco de lotação total, segundo a 5ª Gerência Regional de Saúde (V GERES), pacientes são transferidos para outras Unidades de Saúde no Estado. Na Unidade de Tratamento da COVID-19, em funcionamento na Cohab 2, funcionam 30 leitos de enfermaria. Outros 18 leitos de enfermaria/COVID-19 estão em funcionamento no Hospital Palmira Sales.

(Do Blog do Carlos Eugênio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário